Seca vai afetar a produção de azeite em Trás-os-Montes e Alto Douro |  | Rádio Ansiães

Seca vai afetar a produção de azeite em Trás-os-Montes e Alto Douro

A qualidade não deve ser afetada, mas a quantidade está mesmo comprometida.

A seca que está a atingir 80 por cento do território nacional vai afetar a produção de azeite.

 

Os produtores estão preocupados com a quantidade, já que a azeitona não cresceu devido à falta de chuva.

 

Emanuel Batista, técnico da Associação de Olivicultores de Trás-os-Montes e Alto Douro, teme que os problemas da seca possam afetar também a colheita do próximo ano:



A qualidade não deve ser afetada, mas a quantidade está mesmo comprometida. Mesmo que chova até à colheita já não ajudará a melhorar o calibre da azeitona:

 


Para evitar problemas relacionados com a falta de chuva, o técnico da AOTAD defende que é fundamental apostar no regadio, que ainda é muito residual nos olivais da região:

 


Devido ao tempo quente, a maturação acontece este ano mais cedo, prevendo-se que a apanha comece duas semanas antes do habitual, ainda antes do final deste mês.

 

Peça: CIR (Brigantia)

Foto: Eduardo Pinto

Seca vai afetar a produção de azeite em Trás-os-Montes e Alto Douro |  | Rádio Ansiães