Governo, Liga dos Bombeiros e autarca de Vila Real exigem inquéritos ao caso do incêndio no Túnel do Marão |  | Rádio Ansiães

Governo, Liga dos Bombeiros e autarca de Vila Real exigem inquéritos ao caso do incêndio no Túnel do Marão

A Liga dos Bombeiros Portugueses defende que se deve esclarecer "o que de facto se passou" e com "caráter de urgência" no incidente com um incêndio de um autocarro no Túnel do Marão.

 

Num comunicado enviado à nossa redação, lê-se que "perante as dúvidas levantadas pelo Presidente da Câmara de Vila Real e depois pelo secretário de Estado da Administração Interna, sobre as várias eventualidades no que respeita à segurança do túnel e do sistema de alerta, aparentemente tardio para as forças de socorro, há que esclarecer o que de facto se passou".

 

O secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, ordenou ontem à Autoridade Nacional de Proteção Civil a abertura de um inquérito ao incidente de domingo à noite.

 

Em comunicado, o secretário de Estado da Administração Interna explica que o objetivo do inquérito é apurar a hora da ocorrência, fluxos de alerta aos agentes de proteção civil e socorro e despacho de meios.

 

Avaliar a execução do plano de emergência interno e do plano prévio de intervenção, assim como a articulação entre a entidade gestora do Túnel do Marão e os agentes de proteção civil são outros dos propósitos.

 

A Infraestruturas de Portugal garante que o plano de emergência do Túnel do Marão foi "prontamente ativado" no incidente de domingo à noite, garantindo eficácia no socorro prestado.

 

O incêndio de um autocarro com 20 passageiros, da empresa Rodonorte, dentro do Túnel do Marão, ao quilómetro 74 da autoestrada do Marão, entre Amarante e Vila Real, obrigou, no domingo, ao corte do trânsito em ambos os sentidos, mas não causou vítimas.

 

Texto: Lusa/Rádio Ansiães

Foto: Jornal de Notícias

Governo, Liga dos Bombeiros e autarca de Vila Real exigem inquéritos ao caso do incêndio no Túnel do Marão |  | Rádio Ansiães