Chumbado gasoduto da REN que prevê atravessar Alto Douro Vinhateiro |  | Rádio Ansiães

APA chumbou gasoduto da REN por atravessar Alto Douro Vinhateiro

Em causa está uma área classificada pela UNESCO como Património Mundial

A Agência Portuguesa do Ambiente, a APA, chumbou o projeto da REN para instalar um gasoduto entre Celorico da Beira e Vale de Frades, em Vimioso, para fazer a ligação à rede de gás espanhola, e que atravessava uma área do Alto Douro Vinhateiro Património Mundial. Porém, a última palavra caberá ao Governo.

 

A APA enviou uma proposta de Declaração de Impacte Ambiental desfavorável ao secretário de Estado do Ambiente, que teve por base o parecer técnico final da comissão de avaliação.

 

Nesta comissão tem assento, entre outros organismos, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), que gere o bem classificado e que desde o início se mostrou desfavorável ao projeto da REN – Redes Energéticas Nacionais.

 

A CCDR-N só vai comentar o processo quando houver uma decisão do Governo, mas entre os responsáveis das quintas do Douro que se insurgiram contra o projeto aplaude-se a deliberação da APA.

 

É o caso de Francisco Olazabal, da Quinta do Vale Meão, situada no monte afetado pelo gasoduto, perto do Pocinho:

 

 

Álvaro Van Zeller, da Quinta do Saião, também em Foz Côa, acredita que o Governo não terá outra hipótese senão aceitar os pareceres negativos já emitidos e chumbar também o projeto do gasoduto da REN:

 

 

Por seu lado, João Branco, presidente da associação ambientalista Quercus, enaltece o facto de o sistema ter funcionado a favor do ambiente:

 

 

O projeto do gasoduto da REN entre Celorico da Beira e Vale de Frades, em Vimioso, atravessando o vale da Vilariça, prevê um corredor de servidão com 20 metros de largura, no qual são instalados tubos com 70 centímetros de diâmetro. Não se podem plantar árvores nem cavar a uma profundidade superior a meio metro.

 

Os responsáveis das quintas que contestam o gasoduto não entendem porque é que tem de atravessar a região duriense e transmontana ao longo de quase 160 quilómetros. A distância poderia ser reduzida se acompanhasse o traçado da autoestrada A25 até Vilar Formoso entrando depois em Espanha.

 

Peça: Rádio Ansiães

Foto: Eduardo Pinto

Chumbado gasoduto da REN que prevê atravessar Alto Douro Vinhateiro |  | Rádio Ansiães