Aldeia de Palaçoulo, em Miranda do Douro, escolhida para instalar Mosteiro Trapista |  | Rádio Ansiães

Palaçoulo, em Miranda do Douro, escolhida para instalar Mosteiro Trapista

Obras devem arrancar durante a primeira metade de 2018

Palaçoulo, no concelho de Miranda do Douro, foi a localização escolhida para a construção de um Mosteiro Trapista, um projeto do Mosteiro italiano de Vitorchiano.

Este é o primeiro mosteiro dos trapistas em Portugal e o 8.º no mundo.

 

A ideia foi acolhida pela Diocese de Bragança-Miranda, que ontem apresentou a proposta escolhida entre as muitas que chegaram às monjas da ordem cisterciense.

 

A madre Rosária Spreafico explica os motivos da escolha:

 

 

D. José Cordeiro, bispo da diocese Bragança-Miranda, espera que o "Mosteiro Trapista de Santa Maria Mãe da Igreja" possa ajudar a criar uma rota de turismo religioso no Planalto Mirandês e a dar centralidade à região:

 

 

Os terrenos onde vai ser instalado o mosteiro foram doados pela Paróquia de S. Miguel de Palaçoulo, em colaboração com paroquianos e a Junta de Freguesia.

 

O presidente do Município de Miranda, Artur Nunes, ficou satisfeito com a escolha do concelho para a instalação do Mosteiro e afirma que a câmara está disponível para apoiar o projeto:

 

 

O Mosteiro será construído de forma faseada e deverá custar 6 milhões de euros. Vai ter também uma hospedaria e uma igreja.

 

O total do financiamento ainda não está assegurado, no entanto as próprias monjas trapistas vão pagar o arranque das obras.

 

O Bispo da diocese de Bragança Miranda espera que a primeira pedra seja lançada na primeira metade de 2018.

 

Peça: CIR (Brigatia)

Foto: Público

Aldeia de Palaçoulo, em Miranda do Douro, escolhida para instalar Mosteiro Trapista |  | Rádio Ansiães