Adiado alargamento e aprofundamento do canal navegável do rio Douro |  | Rádio Ansiães

Adiado alargamento e aprofundamento do canal navegável do rio Douro

Ainda não é desta que vai ser alargado e aprofundado o canal navegável do rio Douro, nomeadamente entre Cotas, em Alijó, e a barragem da Valeira, e entre Saião e Pocinho, no concelho de Vila Nova de Foz Côa.

 

O projeto que previa esta intervenção, e que tinha um orçamento de 59 milhões de euros, não foi aprovado pela Comissão Europeia.

 

A candidatura da Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, previa ainda a reabilitação das cinco eclusas, mas vai ter de esperar por luz verde num novo quadro comunitário de apoio.

 

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Douro e autarca de Lamego, Francisco Lopes, diz que ninguém morre por o projeto não ter sido aprovado agora, mas sublinha que terá de o ser no futuro:

 

 

Já o autarca de Carrazeda de Ansiães, José Luís Correia diz que a não aprovação do projeto de alargamento e aprofundamento do canal navegável do rio Douro é uma grande deceção:

 

 

José Luís Correia diz-se ainda triste com o que diz ser o desinteresse da administração central para com a região:

 

 

Já o autarca de Lamego também aguarda por melhores dias para o porto comercial do seu concelho, cuja utilização é praticamente residual:

 

 

Tanto no troço entre Cotas, em Alijó, e a barragem da Valeira, como entre Saião e Pocinho, no concelho de Vila Nova de Foz Côa, a via navegável tem cerca 25 metros de largura e uma profundidade limitada, com capacidade apenas para embarcações com calado até dois metros. Aprofundar e alargar o canal é essencial para dar novo impulso à navegação fluvial, tornando-a viável 24 horas por dia e permitindo o transporte simultâneo de mercadorias e de turistas.

 

Fica, portanto, em águas paradas a criação de uma autêntica autoestrada fluvial. Uma via segura, com boas rotas de navegação comercial, ao nível das melhores autoestradas fluviais da Europa.

 

Era o objetivo do projeto de 75 milhões de euros da APDL que só teve sucesso nas duas primeiras fases, que visaram o reforço da segurança e modernização do sistema de informação.

 

Peça: Rádio Ansiães

Foto: Eduardo Pinto

Adiado alargamento e aprofundamento do canal navegável do rio Douro |  | Rádio Ansiães